Acromatopsia o que é?

Compartilhe este artigo com seus amigos e familiares

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

A Acromatopsia ou monocromatismo é uma anomalia congênita que faz com que as pessoas que sofrem dela possam ver apenas preto e branco.

Essa condição é extremamente rara e afeta aproximadamente uma em cada 30 mil pessoas e faz parte daquelas consideradas doenças raras.

O mau funcionamento das células fotorreceptoras do olho impede a percepção das cores causando Acromatopsia. As pessoas afetadas com esta doença geralmente têm sensibilidade à luz e menos acuidade visual.

O que é Acromatopsia?

A Acromatopsia é uma doença ocular congênita e hereditária que afeta a visão limitando a percepção das cores. Portanto, as pessoas que sofrem com isso só podem ver preto e branco.

Essa condição não é progressiva e não deve ser confundida com daltonismo, condição que impede apenas a percepção correta dos tons de vermelho e verde e a que se refere o conceito de acromatopsia parcial.

Existem diferentes graus de monocromatismo ou visão monocromática. Há pessoas que têm dificuldade em distinguir uma única cor, enquanto outras têm uma acromatopsia completa, ou seja, só conseguem ver preto e branco.

Neste último caso, a doença geralmente está associada a outros problemas oculares e visuais.

As pessoas que sofrem dessa doença rara também têm sensibilidade à luz ou fotofobia, um sintoma que dificulta a permanência por muito tempo em espaços muito iluminados ou expostos à luz solar.

Da mesma forma, pacientes com visão em preto e branco correm maior risco de sofrer de nistagmo, comumente conhecidos como movimentos raros e involuntários do globo ocular.

Causas 

A Acromatopsia é uma doença hereditária e tem origem na alteração do funcionamento das células fotorreceptoras da retina, sensíveis à cor, denominadas cones.

Portanto, quando falta pigmentação, as pessoas não conseguem distinguir cores e possuem acuidade visual limitada, além de problemas para enxergar corretamente em espaços bem iluminados.

Existem também algumas doenças que podem causar acromatopsia como conseqüência, como por exemplo o daltonismo.

Essa condição não tem nada a ver com o funcionamento das células fotorreceptoras, mas causa visão em preto e branco devido a uma alteração na via neuronal entre o olho e o cérebro.

Diagnóstico

Para diagnosticar a Acromatopsia, é necessário realizar exames oftalmológico e genético para determinar falhas na acuidade visual e a presença dos genes envolvidos na doença.

O primeiro indício da Acromatopsia é quando o paciente tem dificuldade para enxergar corretamente em espaços com pouca ou muita luz e com acuidade visual limitada.

Tratamentos

Diversos estudos médicos foram realizados para esmiuçar a Acromatopsia e, apesar de descobrir o gene responsável por essa doença rara, porém até o momento não foi encontrado um tratamento que cure o monocromatismo.

O tratamento da Acromatopsia consiste em proporcionar a máxima qualidade visual à pessoa que sofre da doença.

Em geral, o oftalmologista prescreve o uso de óculos com filtros protetores que ajudam a cuidar da visão e da estrutura ocular diante da luz e dos raios solares, com o objetivo de proteger os olhos e reduzir os sintomas da fotofobia.

Para corrigir a acuidade visual, o oftalmologista pode ainda indicar o uso de óculos graduados ou lentes de contato.

A idéia é oferecer o tratamento certo para que pessoas com visão em preto e branco possam ter uma melhor qualidade de vida.
Aqui na Pró-Visão somos especialistas em atendimento e tratamento oftalmológico. Entre em contato conosco se precisar verificar sua visão, lembrando que é indicado que você faça ao menos uma consulta oftalmológica por ano. Ficaremos felizes em atendê-lo.