Endoftalmite: o que é, causas, sintomas e tratamento

Compartilhe este artigo com seus amigos e familiares

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

A parte interna da estrutura ocular é estéril e protegida para impedir que bactérias ou microorganismos afetem a saúde ocular. Quando um patógeno entra no olho, ele pode desencadear uma infecção delicada e perigosa, conhecida como Endoftalmite.

A Endoftalmite é um tipo raro de uveíte que é produzido pela ação de microrganismos que penetram na parte interna do olho, por meio de uma incisão cirúrgica ou uma lesão na estrutura ocular.

O tratamento da Endoftalmite a tempo é necessário para evitar complicações maiores, como perda de visão.

Aqui na Pró-Visão, somos especialistas em atendimento oftalmológico e tratamento de diversas patologias, portanto, explicamos abaixo o que é endoftalmite e qual é o tratamento a seguir.

O que é endoftalmite?

A Endoftalmite é uma infecção que afeta os tecidos, fluidos e estruturas da parte interna do olho.

Embora não seja muito frequente, a Endoftalmite é considerada uma emergência médica, uma vez que a infecção pode causar perda de visão e até se espalhar para fora da estrutura ocular.

Quando se suspeita que uma pessoa tenha Endoftalmite, é necessário ir imediatamente ao oftalmologista para receber o tratamento apropriado imediatamente, a fim de interromper a proliferação de patógenos.

Quaisquer sintomas de vermelhidão nos olhos, comichão, corrimento ou lacrimejamento são motivos suficientes para marcar uma consulta com o oftalmologista e evitar esse tipo de infecção crônica.

Causas

A Endoftalmite ocorre quando bactérias ou microorganismos entram na parte interna do globo ocular.

Geralmente, os patógenos responsáveis ​​por esse tipo de infecção são as bactérias gram-positivas Staphylococcus epidermidis ou Staphylococcus aureu.

A Endoftalmite também pode ocorrer por via intravenosa após uma cirurgia sistêmica ou odontológica.

Sendo assim podemos dizer que, a infecção mais frequente é através de uma incisão ou lesão ocular causada por:

  • Cirurgia de catarata;
  • Injeção no olho;
  • Trauma ocular.

As feridas por punção geralmente causam Endoftalmite exógena, uma vez que a fonte de infecção vem de fora do corpo.

Sintomas

Os sintomas da Endoftalmite começam dentro de alguns dias após a infecção e geralmente progridem rapidamente.

Estes sintomas são:

  • Dor ocular que aparece repentinamente após uma lesão, cirurgia ou trauma;
  • Vermelhidão nos olhos;
  • Pálpebras inflamadas;
  • Visão diminuída ou visão turva;
  • Sensibilidade à luz;
  • Inflamação da câmara anterior e vítreo;
  • Perda do reflexo vermelho.

Tratamentos

O tratamento da Endoftalmite é muito importante, pois o prognóstico dessa doença depende exclusivamente da rapidez com que a infecção começou a ser tratada.

Para diagnosticar Endoftalmite, o oftalmologista deve realizar uma série de exames médicos, como uma punção vítrea, para detectar as bactérias que causaram a infecção.

Este teste é muito importante para determinar qual será o tratamento para a endoftalmite.

A Endoftalmite geralmente é tratada com medicamentos ou antibióticos administrados por injeção intra-ocular. É provável que o médico indique o uso de esteróides em gotas para combater a inflamação.

Quando a Endoftalmite está muito avançada, pode ser necessário realizar uma cirurgia chamada vitrectomia, que consiste em remover parcial ou totalmente o gel vítreo e substituí-lo por solução salina, gás ou bolha de óleo.

A Endoftalmite pode ser evitada se cuidarmos da nossa saúde visual de forma responsável, usando óculos escuros e óculos de proteção quando vamos realizar qualquer tarefa que possa colocar nossos olhos em risco.

Também é importante usar óculos de proteção durante esportes radicais para evitar trauma e lesões diretamente no globo ocular.

Como já dissemos, a Endoftalmite geralmente é consequência de uma complicação durante o período pós-operatório de catarata. No entanto, desde que as recomendações médicas sejam seguidas, não deve haver motivo para o desenvolvimento de uma infecção ocular de qualquer tipo.

Todas as recomendações são importantes e devem ser seguidas a risca, desde a aplicação de medicamentos até padrões de higiene, como lavar as mãos antes de aplicar colírio.
E caso tenha dúvidas de como prosseguir, procure a Pró-Visão, temos os melhores oftalmologistas de Macapá, ​​entre em contato conosco e marque sua consulta com um de nossos especialistas. Será um prazer ajudá-lo!