Por que diabetes pode causar cegueira ?

Compartilhe este artigo com seus amigos e familiares

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Quando a diabetes não é controlada adequadamente, com cuidados da alimentação ou com a ingestão dos remédios receitados pelo endocrinologista, os níveis de açúcar no sangue podem ficar elevados durante muito tempo. 

Por ser uma doença crônica que se desenvolve quando o corpo não consegue produzir insulina ou não pode utilizá-la corretamente no organismo, a glicose não consegue ser metabolizada e seus níveis no sangue ficam acima do normal. Esse quadro clínico é conhecido como hiperglicemia, em situações de hiperglicemia prolongada os órgãos, nervos e vasos sanguíneos podem sofrer danos. É o caso da retinopatia diabética, que pode chegar a acometer perda da visão. 

Reunimos algumas informações importantes para explicar o por quê a diabetes pode causar cegueira.

Confira!

Sintomas mais comuns

Os principais sintomas da retinopatia diabética incluem:

  • Pequenos pontos ou linhas na visão;
  • Visão embaçada;
  • Manchas escuras na visão;
  • Dificuldade para enxergar;
  • Dificuldade para identificar cores diferentes.

Contudo, esses sintomas são fáceis para identificação antes do surgimento do estágio de cegueira, por isso, é muito importante que pessoas que sofrem de diabetes mantenham os seus níveis de açúcar controlados e façam consultas regulares com oftalmologista para avaliar sua saúde ocular.

Fatores de risco

Algumas conjunturas combinadas podem aumentar as hipóteses de diabetes e cegueira, consequentemente o desenvolvimento da retinopatia diabética. Eles são: 

  • A duração do diabetes, ou seja, dependendo de quantos anos o paciente vive e controla a doença; 
  • A idade, quanto mais velho, maiores as chances; 
  • Tensão arterial, capacidade das artérias e vasos sanguíneos de conterem e conduzirem o sangue; 
  • Valor da hemoglobina glicada, que é ligada ao primeiro fator. Uma vez que há o controle constante do diabetes, menor o valor será.

Opções de tratamento disponíveis 

O tratamento da retinopatia diabética é feito em duas etapas: primeiro o controle do diabetes, que é a causa sistêmica da doença. E segundo o tratamento das lesões na retina. Esses processos têm como objetivo atrasar a progressão da doença, uma vez que ela não é reversível. Dependendo do estágio da doença, o oftalmologista pode optar por diferentes formas de tratamento que vão desde o uso de laser, até cirurgias corretoras, assim que surgirem os primeiros sintomas da doença.

Prevenção 

Grande parte dos casos de diabetes e cegueira relacionados podem ser evitados. Para tanto, é fundamental que o controle do diabetes seja feito com responsabilidade e disciplina. Seja através de dieta, uso de medicamentos, ou até mesmo ambos, é importante que o médico oftalmologista seja consultado regularmente.

A frequência desse acompanhamento pode ser determinada de acordo com seu quadro. Para todas as condições oftalmológicas que podem acometer pacientes diabéticos vale a mesma regra, ao surgirem sintomas, mesmo que pareçam mínimos e inofensivos num primeiro momento, o médico deve ser procurado imediatamente.

Você sabia que o diabetes poderia levar à cegueira? Tem alguma dúvida sobre o processo? Agende agora mesmo sua consulta, ficaremos felizes em sanar todos os seus questionamentos!