Pterígio: A doença que pode causar sérios danos a visão

Compartilhe este artigo com seus amigos e familiares

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Antes de tudo, vamos a uma breve explicação de o que é Pterígio em questão, para esclarecer o porque a doença pode causar sérios danos a visão.

O que é Pterígio?

O pterígio é um crescimento carnoso vascular, em forma de asa, que se origina na conjuntiva e que pode se espalhar para o limbo corneano.

Até que as lesões invadam o eixo visual, não conseguimos ver esse formato de ‘asa’ e os pacientes muitas vezes não sabem que tem o problema, portanto, exames oftalmológicos e o acompanhamento médico são essenciais até detectar essa condição na visão.

Por isso reforçamos muito a questão de usar óculos escuros, que também são uma forma muito importante de prevenção e da saúde ocular. O sol pode ser um grande vilão dos nossos olhos, assim como para nossa pele.

Da mesma forma que passamos protetor solar para proteger nossa pele, o uso de óculos com fator de proteção também são importantes. Já que estudos apontam que a exposição sem cuidados pode ocasionar diversos problemas, como catarata, lesão na córnea, degeneração muscular e, em casos extremos, pode levar até à cegueira. Os óculos precisam ser de qualidade, não compre óculos escuros em qualquer local.

Por que o Pterígio pode causar sérios danos a visão?

Em seus graus mais baixo o pterígio não causa problemas significativos à capacidade de enxergar. Nos mais altos pode comprometer a visão distorcendo o formato da córnea e induzir astigmatismo alterando a força refrativa do olho. Podendo aparecer em pessoas de qualquer faixa etária, entre adultos e idosos, que são os mais afetados.

Seus sintomas têm uma característica única da célula epitelial do pterígio, e a sua coloração e diferenciada no início do processo dessa condição. Geralmente o Pterígio são assintomáticos, pode haver sinais de olho seco (como queimação, comichão ou lacrimejamento), uma vez que a lesão causa umedecimento irregular da superfície ocular.

Vale lembrar que pode se tornar esteticamente desagradável, à medida que a doença progride, a lesão aumenta de tamanho e se torna mais aparente a olho nu.

Segundos especialistas, seu maior risco, é a chance do problema aparecer novamente, principalmente quando o paciente se submete a cirurgia ainda jovem.

Tratamento

Contudo é mais comum observar pessoas com pterígio que residem em lugares quentes e secos, por isso os médicos aconselham proteger os olhos contra o sol, vento e poeira.  Em alguns casos às consequências mais graves do pterígio, é indicado o uso de lágrimas artificiais, e se há inflamação, o uso de pomadas ou gotas de corticoides, por um curto período, para aliviar os sintomas.

Existe também outra opções que é a remoção cirúrgica, ela só é indicada quando o tecido progride em direção à pupila, alterando o eixo visual, ou quando há irritação ocular excessiva, principalmente quando os sintomas persistem, apesar do tratamento clínico, e o uso de lentes de contato. A cirurgia não é complicada e a taxa de recorrência do pterígio é baixa.

Você conhece alguém que tenha pterígio ou tem alguma dúvida sobre? Entre em contato conosco e agende uma consulta! Nós da Clínica Pró-visão temos profissionais que estão dispostos a te ajudar e oferecer um atendimento diferenciado.