A pressão intra-ocular e o exame da curva tensional diária

Compartilhe este artigo com seus amigos e familiares

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

A pressão ocular – também chamada de pressão intraocular ou PIO – é uma medida da pressão do fluido dentro do olho. Medir é como aferir a pressão arterial.

O olho tem uma substância gelatinosa chamada humor vítreo que preenche a maior parte da parte de trás do olho. Um líquido mais aguado chamado humor aquoso também está presente. Grande parte do humor aquoso está na parte frontal do olho, atrás da córnea e na frente da íris.

Hipertensão ocular significa que a pressão nos olhos – a pressão intra-ocular (PIO) – é maior que o normal. Se não for tratada, a pressão ocular alta pode causar glaucoma e perda permanente da visão em alguns casos. Porém algumas pessoas podem ter hipertensão ocular sem desenvolver qualquer dano aos olhos ou visão deste indivíduo, mas isso é determinado por um médico oftalmologista após um exame oftalmológico abrangente.

A hipertensão ocular não deve ser considerada uma doença por si só. Em vez disso, a hipertensão ocular é um termo usado para descrever indivíduos que devem ser observados mais de perto do que a população em geral para o aparecimento do glaucoma. Por esta razão, outro termo para se referir a uma pessoa com hipertensão ocular é ” suspeito de glaucoma “, ou alguém que o oftalmologista está preocupado pode ter ou pode desenvolver glaucoma por causa da pressão elevada dentro dos olhos. Um exame oftalmológico pode mostrar um nervo óptico danificado pelo glaucoma.

Quando a pressão ocular é considerada normal?

A pressão ocular é medida em milímetros de mercúrio, da mesma forma que um termômetro mede a temperatura usando mercúrio. Pressão ocular normal é geralmente considerada entre 10 e 20 milímetros de mercurio (mmHg). Ter pressão ocular muito baixa ou muito alta pode prejudicar sua visão.

A pressão ocular elevada sem outros sintomas é a hipertensão ocular. Algumas pessoas podem ter pressão ocular mais alta sem danos. Outras pessoas podem perder a visão mesmo que a pressão esteja dentro da faixa normal.

Quando alguém tem glaucoma, a pressão do olho danifica o nervo óptico. Este dano reduz permanentemente a visão. Se o glaucoma não for tratado, pode levar à cegueira total.

Como saber se você tem hipertensão ocular?

Não se pode dizer por si mesmo que tem hipertensão ocular, porque não há sinais externos, como dor nos olhos ou olhos vermelhos. Durante um exame oftalmológico abrangente, o seu oftalmologista irá medir a sua PIO e compará-la com os níveis normais.

Uma leitura da pressão ocular de 21 mmHg (milímetros de mercurio) ou superior geralmente significa que a pressão intra-ocular está alterada.

Se você imaginar seu olho como um globo inflado por pressão, você consegue entender melhor por que a hipertensão ocular deve ser monitorada.

Exame da curva tensional diária

Um oftalmologista realiza testes para medir a pressão intra-ocular, bem como para descartar glaucoma primário de ângulo aberto precoce ou causas secundárias de glaucoma. O exame da curva tensional diária é um deles.

Este exame consiste na medição da pressão intra-ocular em horários alternados ao longo de todo o dia, pois a pressão intra-ocular varia de hora para hora em qualquer indivíduo. O exame de curva de tensão diária (DTC) pode estimar os picos e flutuações da PIO para fornecer ao oftalmologista informações mais confiáveis ​​sobre o perfil de PIO.

No exame um gráfico é traçado com os períodos da menor e da maior medida da pressão intra-ocular, indicando ao médico oftalmologista os horários dos picos para orientação da prescrição do medicamento. Esse exame é importante e necessário tanto para o diagnóstico, quanto para o monitoramento de indivíduos com glaucoma, uma vez que a PIO – pressão intra-ocular sofre oscilações durante o dia todo. Medidas podem ser realizadas a cada duas horas e/ou de três a quatro vezes ao dia.

Se você imaginar seu olho como um globo inflado por pressão, você consegue entender melhor por que a hipertensão ocular deve ser monitorada.

Enfim:

·   Para que serve?

A curva tensional diária é utilizada para aferir a pressão intra-ocular do paciente para diagnóstico ou acompanhamento do tratamento do glaucoma.

·   Como é realizada?

É pingado colírio anestésico e fluoresceina nos olhos do paciente e a pressão intra-ocular aferida pelo oftalmologista. São realizadas diversas medidas da pressão intra-ocular ao longo do dia, em geral com 2-3 horas de intervalo.