Como tratar a inflamação na conjuntiva?

Compartilhe este artigo com seus amigos e familiares

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Conhecida como quemose da conjuntiva, essa condição se caracteriza pelo inchaço da conjuntiva do olho, que é o tecido que reveste o interior da pálpebra e a superfície óptica. 

A conjuntiva é uma forma de defesa do organismo contra bactérias que entram nos nossos olhos, podendo causar problemas após suas defesas ficarem ativas, gerando inchaço, e resultando no aumento da produção de fluidos e causando a quemose.

No entanto, a quemose é relacionada a alergias, e sua principal causa é uma infecção viral ou bacteriana, mas não se preocupe, ela não é contagiosa.

Causas da quemose na conjuntiva

Sua principal causa está relacionada a origem da quemose, podendo assim variar entre:

  • Alergias: mudanças de estação, pelos de animais, são fatores alérgicos que fazem os olhos coçarem e lacrimejarem, assim ocasionando a quemose;
  • Infecções bacterianas e virais: Uma das principais causas da quemose são por conta de infecções, como a conjuntivite. Embora as infecções possam ser contagiosas, seus sintomas não podem ser passada de pessoa para pessoa.
  • Cirurgias oculares: cirurgias na região dos olhos e pálpebras também podem resultar no desenvolvimento da quemose, pois essa região é extremamente sensível. Porém, seus sintomas duram poucos dias e podem ser resolvidos com cuidados adequados;
  • Hipertireoidismo: Por ser caracterizado por uma produção maior de hormônios da tireoide, esse distúrbio pode causar vários problemas oculares, incluindo a quemose;
  • Esfregar os olhos: sabemos que esfregar os olhos demais ou com muita frequência não é um hábito saudável para os nossos olhos, porém esse fator também pode causar essa inflamação, ou agravar o quadro, pois irrita a região.

Além desses fatores de causa, a quemose conjuntiva também está associada ao angioedema, uma reação alérgica que pode provocar inchaço na pele do paciente. Ao contrário das urticárias – um inchaço na superfície da pele – o inchaço do angioedema ocorre por baixo da pele.

Sintomas da quemose na conjuntiva 

Seus sintomas podem incluir:

  • Coceira;
  • Inchaços nos olhos;
  • Visão embaçada ou dupla;
  • Falsa impressão de um líquido na conjuntiva;

Em alguns casos, o paciente não consegue fechar os olhos completamente por conta do inchaço, já outros pacientes não apresentam nada que seja a inflamação.

LEMBRE-SE!

Ao sentir dores nos olhos ou sintomas de uma reação alérgica grave é recomendado que procure seu médico.

Como prevenir a quemose na conjuntiva?

Para prevenir a transmissão, enquanto estiver doente, deve se tomar algumas precauções:

  • Lave com frequência o rosto e as mãos, pois as mesmas são a fonte para a transmissão de diversos microorganismos;
  • Troque com frequência toalhas de rosto, ou utilize toalhas de papel para enxugar o rosto e as mãos;
  • Troque as fronhas dos travesseiros diariamente;
  • Não utilize lentes de contato enquanto estiver com a conjuntiva inflamada, pois isso pode agravar o quadro;
  • Não compartilhe maquiagens ou produtos de beleza pessoais.
  • Evite a exposição a agentes irritantes como a fumaça, pois podem causar a famosa conjuntivite;
  • Evite coçar os olhos, isso pode diminuir a inflamação.

Como tratar a quemose na conjuntiva?

Como a quemose tem diversas causas diferentes, seu tratamento pode variar. É fundamental tratá-la para reduzir a inflamação, assim resultando na diminuição do desconforto e do inchaço. Compressas frias sobre os olhos podem ajudar a aliviar os sintomas, porém é recomendado procurar um oftalmologista, assim o profissional pode indicar o melhor tratamento para o seu caso.

Vale ressaltar que não é recomendado se automedicar. A indicação de qualquer remédio só deve ser feita por um médico oftalmologista. Alguns colírios são contra-indicados, e podem agravar o quadro.

Quando foi a última vez que você fez uma consulta de rotina no oftalmologista? É recomendado visitar um médico oftalmologista a cada 6 meses ou 1 ano. Agende sua consulta hoje mesmo aqui na Pró-Visão.