Dia Internacional da Mulher: Por que doenças oculares atingem mais as mulheres?

Compartilhe este artigo com seus amigos e familiares

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

O Dia Internacional da Mulher é comemorado anualmente no dia 8 de março e junto com as comemorações, é importante assim como em todas as épocas do ano  refletir sobre a saúde da mulher, principalmente quando se trata da saúde dos olhos.

Mesmo que a saúde ocular esteja diretamente ligada ao bem-estar, muitas vezes é abandonada, as pessoas acabam só se preocupando com a saúde dos seus olhos apenas quando ocorre algum problema. A importância de consultas periódicas, é essencial para detectar doenças e conseguir realizar um tratamento menos invasivo e eficaz.  

Algo incomum, que muitos não sabem é que o público feminino é o mais propenso a ter doenças oculares. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), duas a cada três pessoas cegas no mundo são mulheres, os motivos para tais constatações são diversos:

Menopausa

A primeira causa pode estar ligada à menopausa que provoca a interrupção da produção do estrogênio. Esse hormônio pode causar alterações no filme lacrimal, ocasionando assim o olho seco, com sintomas comuns como: coceira, fotofobia e sensação de areia dos olhos, essa interrupção do estrogênio também afeta uma uma das camadas dos olhos que formam a lente natural do olho, aumentando as chances do desenvolvimento da catarata.

Expectativa de vida

Muitas doenças oculares surgem na 3° idade, como o caso da DMRI (Degeneração Macular relacionada à Idade) que provoca a perda gradual da visão e segundo o IBGE, mulheres têm vivido mais que os homens sendo mais suscetíveis a desenvolver doenças naturais conforme a idade. Por isso, os cuidados oculares devem ser redobrados a partir dos 50 anos.

Gestação

Outro motivo observado é o cuidado com os olhos no período de gestação, pois nesta fase, as alterações que ocorrem no organismo, deixam os olhos mais vulneráveis. Por isso, exames oftalmológicos devem ser feitos juntamente com o pré-natal, para prevenir quaisquer riscos. 

Diabetes

Diabetes é uma doença comum em mulheres, pois está ligada a hábitos do cotidiano, como a falta de atividades físicas e alimentação, além da chance de se desenvolver na gravidez. Esse distúrbio leva uma propensão maior ao desenvolvimento de catarata, glaucoma e problemas na retina. 

Tabagismo

Estudos apontam que mulheres possuem mais dificuldade de abandonar o cigarro por questões psicológicas. E o tabagismo é uma das grandes causas para queda de pálpebra, glaucoma, catarata e acelerar a Degeneração Macular relacionada à idade.    

Medicações

Medicações podem provocar efeitos colaterais aos olhos, como remédios controlados, especificamente antidepressivos que podem causar problemas como cegueira e glaucoma e remédios moduladores da imunidade que podem causar lesões na retina. Fazer a automedicação também é um ponto que influencia bastante, um estudo comprova que mulheres tomam mais medicamentos não prescritos do que os homens.

Diante disso, ficou claro que mulheres devem prevenir-se de tais problemas desde cedo. Por isso, é preciso ter hábitos saudáveis e consultas oftalmológicas periódicas, para a realização de exames.

Conte com a Pró-Visão!

Como vimos é muito importante passar em consultas oftalmológicas para manter a saúde dos olhos em dia principalmente as mulheres, que estão mais propícias a desenvolver problemas oculares. Por isso busque por um trabalho de qualidade, na Pró-visão você irá contar com uma equipe de profissionais altamente qualificada.

E mais do que um parabéns para as mulheres lembrem-se de que o cuidado com os olhos é indispensável.

Fale conosco!